Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008
Como é possível que estas coisas aconteçam? A mim faz-me impressão! Acho que são coisas que de facto são de uma extrema insignificância... Coisas que são totalmente irrelevantes e que o mundo está cheio delas... E ainda por cima... Estas coisas deixam moças... mas nada que não possa ser reparado pelo verdadeiro amor! E isso, é que marca a diferença... o verdadeiro amor! Esse amor é único capaz de sobreviver a olhares, a desconfianças, a invejas de outras pessoas, a intrigas e a maldizeres! Mas poderá isto tudo abalar uma relação? Pode sim...certamente que abala mas, nada que não seja vencido pela verdadeira paixão de uma relação... é verdade que estas coisas fazem-nos pensar nas mais ténues e simples coisas... despertam-nos medos, inseguranças e tristezas... mas para que desperdiçar uma única vida e um verdadeiro amor com... pormenores tão fúteis ainda por cima vindos de pessoas invejosas? Mas perguntas tu: “Quem és tu para estares a falar?” e eu respondo-te sinceramente do fundo do coração... Sou uma pessoa que já passei por tal situação e, que graças a Deus, tive a consciência que não iria permitir que invejas e rumores de terceiros iriam abalar a única coisa que me faz viver! É assim que se vê quem vence nestes casos... ou vence o verdadeiro amor ou vence as coisas insignificantes que nós devemos apenas prestar somente desprezo! A ti que és uma pessoa excepcional e muito interessante, a ti que és uma pessoa como poucas que eu conheci neste mudo sombrio... vê o mundo com novos olhos... com olhos que amanhã tudo irá mudar e encara o medo e a tristeza para não seres vencida por ele. Todo o grande amor prevalece mesmo contra tudo e contra todos e este... será mais um!


publicado por BSH - Bill Stein Husenbar às 21:58 | link do post | comentar

links
blogs SAPO
RSS