Quarta-feira, 26 de Março de 2008
Se pudesses deixar esse Olímpo divino
E se te pudesses curvar perante o mundo,
Uma catástrofe se abateria no teu universo!
Perdoa este vagabundo mundano,
Este nómado solitário,
Este farrapo indignado,
Esta criança adulta...
Poema de saudade, minha mãe
Voz angustiada,
Olhar de ternura
Tenho pena...
Instantes de locura consomem-me,
Em ti ganho esperança
Em ti ganho alegria,
Tenho pena...
Minha amante,
Minha amiga,
Minha coragem,
Tenho saudades de ti,
Da tua presença,
Do teu colo,
Dos teus mimos,
Do momento em que tevi
Pela primeira vez.
Tenho pena...
Órfão de sorrisos,
Órfão de amor,
Órfão de punições,
Somplesmente órfão!
Renego a tua ausência!
Leva a pena
Caída do céu!
Será um sinal teu
Meu anjo?
Será um sinal de mudança?


publicado por BSH - Bill Stein Husenbar às 08:44 | link do post | comentar

links
blogs SAPO
RSS